Quimioembolização
Conheça melhor os nossos procedimentos.

Quimio

Quimioembolização

 

Uma técnica de tratamento de tumores de fígado, e alguns outros tipos de tumores que se espalharam para o fígado (metástases) é a quimioembolização.

Um catéter é inserido para dentro do sistema arterial através de uma pequena incisão na pele da virilha e guiado através de raios-X até a artéria do fígado. Neste ponto uma angiografia, exame para visualização dos vasos sangüíneos é realizada para observar os vasos sangüíneos do fígado. Uma vez que o cateter é posicionado na artéria que nutre o tumor, o radiologista injeta uma combinação de medicações quimioterápicas e em seguida pequenas partículas do tamanho de grãos de areia que obstruem as artérias do tumor.

As medicações quimioterápicas matam as células tumoras enquanto as partículas bloqueiam a artéria, reduzindo o fluxo de sangue e nutrientes para o tumor, e desta forma fazendo com que o tumor encolha seu tamanho. As partículas, ao obstruírem o fluxo sanguïneo para o tumor, também fazem que os agentes quimioterápicos fiquem em contato com as com as células tumorais por um período de tempo maior – as vezes até por um mês.

Como as drogas quimioterápicas são administradas diretamente na artéria que nutre o tumor, doses maiores podem ser utilizadas, com efeito local maior e efeitos colaterais menores no restante do organismo quando comparados a quimioterapia “convencional” realizada em uma veia do braço.

Embora este procedimento não seja a cura dos tumores de fígado, estudos mostram que mais de 70 por cento dos pacientes apresentam redução do tamanho das lesões, melhora da qualidade de vida, e dependendo do tipo de tumor até mesmo prolongar a sobrevida. A quimioembolização também pode reduzir dores abdominais relacionadas ao tumor e assim promover uma melhoria na qualidade de vida destes pacientes.

Assista ao procedimento.



Comentários